A Arábia Saudita anunciou descontos de 20% no preço do petróleo para abril, derrubando neste domingo as bolsas de valores dos países do Golfo Pérsico e o valor das ações da própria estatal Aramco, a maior produtora de petróleo do mundo.

Segundo o Financial Times, a Arábia também planeja aumentar a produção para acima de 10 milhões de barris diários. A medida surgiu depois de a Rússia rejeitar na reunião da Opep+ uma redução de 1,5 milhão de barris na produção diária mundial. A Arábia Saudita produz cerca 9,5 milhões de barris diários, embora sua capacidade seja de 12,5 milhões. Os EUA produzem 13 milhões de barris diários.

O preço do petróleo já caiu 30% neste ano, com a redução da demanda da China e outros países asiáticos atingidos pelo surto do coronavírus. Certamente essa queda se ampliará, estressando mercados do mundo todo.