Nesta segunda-feira, dia 26 de agosto, o Banco Central brasileiro anunciou que passará a classificar criptomoedas como "ativos não-financeiros produzidos".

Além disso, seguindo recomendação do FMI, passarão também a incluir compras e vendas de criptomoedas na balança comercial e a categorizar a atividade de mineração como processo produtivo.