O Bitcoin está recebendo apoio relevante do setor financeiro nos últimos tempos, e a criptomoeda acaba de encontrar outro aliado: o banco BBVA lançará em janeiro de 2021 um serviço de venda e custódia de bitcoins.

Fará isso por meio de sua subsidiária suíça e, assim, se tornará uma referência na operação dessas criptomoedas entre os membros de bancos tradicionais, que até agora pareciam mais relutantes em apoiar esse tipo de serviço.

Primeiro bitcoin, mas outras criptomoedas chegarão

O apoio do BBVA vem após cinco anos "explorando a tecnologia de blockchain", dizem seus gerentes, que agora veem um momento apropriado para "explorar sua primeira oferta destinada ao gerenciamento de ativos digitais".

De acordo com o banco, o serviço visa atender à procura crescente de investidores de elevado conhecimento que já operavam com estas moedas digitais, e permitirá aos clientes combinar ativos financeiros tradicionais com bitcoins nas suas carteiras de investimento.

Este serviço de venda e custódia de bitcoins terá também "todas as garantias de qualquer outro serviço financeiro", e embora inicialmente permita operar apenas com bitcoins "por ser a criptomoeda mais aceita", o plano é estender esse suporte a outras criptomoedas.