O Partido Comunista Chinês identificou o blockchain como uma ferramenta fundamental para a inovação de serviços sociais em todo o país.

Em 25 de agosto, o Escritório Geral do Comitê Central do Partido Comunista da China e o Escritório Geral do Conselho de Estado publicaram um longo documento político que fornece aos departamentos regionais orientação sobre a reforma e melhoria do sistema de assistência social da China.

A chave para essa visão é o papel desempenhado pelas tecnologias modernas e digitalização, que o Partido aborda ao longo do artigo e analisa em uma seção dedicada às reformas de descentralização.

Para que tudo ocorra como planejado, o Partido observa que está trabalhando gradativamente para estabelecer conectividade nacional e digitalizar os sistemas de seguridade social. Sua visão estratégica é usar a tecnologia blockchain, inteligência artificial, big data e 5G na prestação de assistência social.

O Partido planeja contar com um sistema nacional de compartilhamento e intercâmbio de dados e melhorar sua base de dados e gestão de informações para a assistência social realizada por departamentos governamentais e outras organizações regionais.