Nesta segunda-feira (20), os preços dos contratos futuros de petróleo despencaram, atingindo uma queda inédita na história de -305,97%, finalizando o dia a -$37,63.

A assustadora queda pode ser explicada por conta da grande reserva já existente, que se encontra acumulada no lado da oferta de mercado, e da iminência do vencimento do contrato, em uma situação onde toda a economia está forçadamente parada, com a demanda reduzida devivo a pandemia, que mantém as pessoas em casa, resultando no derretimento dos preços.

O impacto de tamanha queda deve ter resultado em perdas bilionárias para muitos fundos americanos. Devido a exposição de outros ativos nas carteiras desse fundos, ou traders, que negociam futuros de petróleo, é comum que aconteça um efeito cascata e afete outros mercados. Dessa vez, um deles foi o bitcoin, que presenciou uma queda de cerca de 5% em seu preço.