O Comitê de Estratégia e Finanças da Assembleia Nacional da Coreia do Sul aprovou novas emendas à lei tributária, adiando a introdução do imposto de renda sobre o comércio de criptomoedas até janeiro de 2022.

O imposto estava inicialmente programado para entrar em vigor em outubro de 2021, mas o comitê argumentou na semana passada que as exchanges locais precisavam de mais tempo para preparar infraestruturas que atendessem totalmente às novas regras.

A partir de janeiro de 2022, a receita dos trades de criptomoedas incorrerá em um imposto de 20% - mas apenas se o lucro de um trader exceder 2,5 milhões de won coreanos (cerca de US $ 2.000) em um ano. Todos os rendimentos relacionados à negociação de criptos acima desse limite serão tributados anualmente.

A tributação de criptomoedas tem sido um tema cada vez mais popular ultimamente, à medida que os ativos digitais estão ganhando mais força entre o público em geral. Se por um lado a inclusão de impostos aumenta os custos, por outro reduz o medo de boicote e proibição vindo dos estados e ajudam as moedas a se consolidarem no em um mercado mais amplo.