Há algumas horas, um serviço chamado Cream Finance afirmou que seu DNS foi "comprometido por um terceiro". A conta do Twitter de outra exchange descentralizada, PancakeSwap, então confirmou que também havia sido atacada por meio do mesmo mecanismo.

Um “sequestro de DNS” ocorre quando um invasor redireciona o tráfego para um servidor malicioso que possui a aparencia e estrutura identica ao do original; neste caso, o “site sequestrado” estava querendo que os usuários colocacem suas chaves para roubar os fundos que estivessem presentes nessas contas.

Ao contrário de uma bolsa tradicional, onde os ativos são negociados por meio de uma autoridade central, uma bolsa descentralizada usa contratos inteligentes, ou seja não há donos, apenas códigos automatizados, mantidos por times descentralizados, que servem como base, que permite que o dinheiro flua diretamente entre os comerciantes.

Crucialmente, os contratos inteligentes do PancakeSwap não foram hackeados. Apenas o front-end do site foi afetado por este ataque.

Investir em protocolos DeFi pode ser extremamente arriscado, uma vez que eles estão sujeitos a hacks - metade de todos os hacks relacionados a criptografia em 2020 tinham como alvo o DeFi, de acordo com a empresa de dados de blockchain Chainalysis.

Infelizmente, não há nenhum sinal de desaceleração na quantidade de hacks em exchange descentralizadas em 2021. Na semana passada, foi a vez da Dodo que acabou tendo um prejuízo de cerca de US $ 4 milhões. Por outro lado, devemos ser otimistas e levar em conta que DeFi ainda são algo relativamente novo e em constante otimização, os erros serão consertados e a tecnologia terá sua segurança reforçada.