Uma pesquisa sobre criptomoedas feita na Europa, mostra que a confiança da população nessa classe de ativos cresceu em 2020. Aproximadamente 2/3 dos participantes respondeu acreditar que o bitcoin, por exemplo, ainda vai existir em 2030.

O estudo mostra também que 1 em cada 10 europeus acreditam que as criptomoedas serão utilizadas e integradas totalmente na economia em até 10 anos, e 9% diz que será apenas usada como uma reserva ou investimento.

Os dados revelaram que os países europeus que passaram por dificuldades devido ao coronavírus, como a itália, tendem a acreditar mais no potencial das criptomoedas, devido a sua segurança e estrutura descentralizada.

O nível de confiança tem crescido a cada ano que passa, com mais pessoas aderindo ou aprofundando seus conhecimentos nestas tecnologias. Em comparação com a pesquisa realizada no ano de 2019, houve um substancial aumento de 3%.