Com a queda no valor da moeda nacional e da bolsa de valores, muitos argentinos voltaram suas atenções para o Bitcoin como uma forma de se proteger financeiramente de um possível governo peronista.

Compradores da moeda estão tendo que lidar com um preço inflacionado devido a alta da procura com valores que passam dos 13 mil dólares por bitcoin, cerca de 30% acima do mercado global no dia. Um relatório concluiu que muitos argentinos acreditam que "bitcoin é melhor do que ouro, prata ou outros bens" já que são "mais fáceis de vender e comercializar".