O poder de compra da lira turca despencou 15% esta manhã em relação ao dólar quando o presidente Erdoğan demitiu na noite de sexta-feira o governador reformista do banco central Naci Ağbal, substituindo-o por uma figura aliada, Şahap Kavcıoğlu.

Historicamente, a moeda da Turquia é afetada por alta inflação, tendo também registrado queda de 23% em relação ao dólar no ano passado, e estava em queda livre até que o governador anterior, nomeado em novembro, aumentou as taxas de juros para conter a inflação, apesar da postura de Erdoğan contra os juros altos taxas.

De acordo com os dados do Google Trends, que apresenta o número de pesquisas em determinada região e nos ajuda a compreender tendências, o número de buscas por "Bitcoin" na Turquia atingiu o "pico de popularidade" (uma pontuação relativa de "100") nos últimos sete dias, coincidindo com a triste turbulência da lira.

Para acalmar os temores do mercado, o ministro do Tesouro e das Finanças, Lutfi Elvan, tuitou um comunicado esta manhã dizendo que o país se manterá nos trilho do livre mercado e em um regime liberal de câmbio.

Mas o estrago parece já estar feito. Fracassos do governo como esses dão impulsionam e dão credibilidade ao Bitcoin e à tecnologia Blockchain aos olhos das pessoas comuns que vivem sob regimes cuja política monetária é instável e altamente inflacionária como a Turquia.