Um usuário do Twitter conseguiu sincronizar e rodar um nó completo (Full Node) de Bitcoin com Lightning através do Tor, usando uma máquina de apenas US$250. Segundo ele, o processo demorou apenas 65 horas para sincronizar com a rede.

A iniciativa mostra como a rede do Bitcoin é democrática, privada, versátil e resiliente. Com apenas US$250, um preço menor que o de muitos aparelhos celulares, o usuário conseguiu montar e rodar seu próprio nó completo na rede Tor, de modo que seu provedor de internet fosse capaz de reconhecer que é um nó e os participantes da rede não fossem capazes de descobrir sua localização.

Por que ter um Full Node?

As principais vantagens são a privacidade e a autonomia, pois quando se executa um nó completo pode-se ter certeza que que todas as transações que são validadas por ele atendem aos requisitos da rede, sem chances de existir gastos duplos ou interferência na blockchain. Além disso não há necessidade de fornecer informações pessoais, do IP ou das carteiras à terceiros.

Hardware necessário

Para completar o projeto o usúario usou como base um Raspberry Pi4 (4gb), que é um computador pequeno de baixo custo feito especilmente para pequenos projetos, um case, um HD SSD de 1TB e um cartão SD.