A Financial Crimes Enforcement Network (FinCEN) do Tesouro dos Estados Unidos está aumentando seu foco em criptomoedas.

A entidade nomeou Michele Korver, que já trabalhou para o Departamento de Justiça, para ser a primeira assessora-chefe de moeda digital da FinCEN.

Sua função será prevenir “práticas financeiras ilícitas”, de acordo com a própria instituição, que recentemente propôs novas regras para monitorar melhor transferências de criptomoedas.

Mais Regras, Menos Privacidade

Mais recentemente, o FinCEN propôs uma regra que exigiria que exchanges de criptomoedas realizassem verificações KYC nas carteiras dos usuários.

A regra, que está passando por uma revisão adicional, pode levar à exposição de históricos inteiros de transações de usuários, desrespeitando a privacidade digital sem fins lucrativos.

Conforme o setor cripto ganha mais espaço, instituições governamentais começam a ampliar seus esforços para controlar o mercado. Enquanto a regulamentação traz segurança jurídica, devemos estar sempre atentos para não perder o direito a privacidade.