Segundo a CNBC, o braço de private management do Goldman Sachs está próximo de oferecer criptomoedas para seus clientes de alto valor. O banco pretende começar a oferecer investimentos na classe de ativos emergentes ainda no segundo trimestre.

O Goldman está procurando oferecer um "espectro completo" de investimentos em bitcoin e ativos digitais, "seja por meio de bitcoins físicos, derivados ou veículos de investimento tradicionais", afirmou Mary Rich, global head de digital assets do banco.

A mudança significa que em breve, clientes de dois dos mais proeminentes bancos de investimento do mundo - Goldman e Morgan Stanley - terão acesso a uma classe de ativos nascente que intrigou bilionários e adeptos da moeda digital.

A noticia simboliza a solidificação dos ativos relacionados ao blockchain, incluindo bitcoin, um novo tipo de dinheiro que emergiu dos destroços da crise financeira de 2008.

Embora a tradicional indústria financeira tenha resistido às criptomoedas por bastante tempo, o aumento da demanda por investidores institucionais, corporações e fintechs, venceu, obrigando os bancos a se adaptarem para não ficarem atrás na oferta dessa especial classe de ativos.