O porta-voz do Ministério do Comércio chinês, Gao Feng, declarou que o país concordou com os Estados Unidos em cancelar as tarifas adicionais impostas ao longo da guerra comercial em suas diversas fases. “Isso foi o que (os dois lados) concordaram fazer, após negociações cuidadosas e construtivas nas duas últimas semanas”, disse Feng.

A proporção de tarifas canceladas deve ser a mesma, ao passo de que quantas e quais devem ser canceladas podem ser negociadas, acrescentou Gao Feng. A expectativa, segundo as agências internacionais, é de que a reunião entre os presidentes dos EUA, Donald Trump, da China, Xi Jinping, para a assinatura do acordo comercial, seja adiada até dezembro.