O Departamento de Justiça dos Estados Unidos divulgou acusações contra três hackers militares norte-coreanos por roubar e extorquir mais de US $ 1,3 bilhão de instituições financeiras e empresas, e lançar aplicativos criptográficos maliciosos e plataformas fraudulentas de blockchain.

O departamento alegou que Jon Chang Hyok, Kim Il, e Park Jin Hyok, hackers entre 20 e 30 anos que faziam parte da agência de inteligência militar da República Popular Democrática da Coreia.

O DOJ também desvendou um caso no qual Ghaleb Alaumary, um canadense-americano, se declarou culpado de lavagem de dinheiro por um roubo a banco de criptografia perpetrado por hackers norte-coreanos em fevereiro de 2019. Alaumary pode ser sentenciado a no máximo 20 anos de prisão.

Além disso, o DOJ acusou dois norte-coreanos com a criação do ransomware WannaCry 2.0 em 2017, um grande ataque de segurança cibernética que rendeu resgate de mais de 300.000 empresas, exigindo Bitcoin.

Os nomeados na acusação, se condenados, podem enfrentar 35 anos de prisão.