Inflação da zona do euro dispara para taxa recorde de 8,6%

Português Jul 4, 2022

Os dados oficiais anualizados da taxa de inflação da zona do euro apontam para um novo recorde em junho, chegando a 8,6%. Os dados são fornecidos pela agência Eurostat e foram, divulgados na última sexta-feira.

O aterrorizante resultado superou uma previsão de 8,4%, que era a expectativa dos economistas. O que significa que o custo de vida continua subindo, acima do esperado, nos países que compõe a zona do euro.

A Espanha teve uma das mais altas taxas de inflação no último mês, superando o limite de 10% pela primeira vez desde 1985.

Inflação na Espanha (10.20%)

Para tentar combater o avanço inflacionário que vem corroendo o poder de compra dos europeus, o Banco Central Europeu vai se reunir no final de julho para subir as taxas de juros. E deve subir novamente em setembro.

“Se as perspectivas de inflação não melhorarem, teremos informações suficientes para avançar mais rápido”, afirmou a presidente do BCE, Christine Lagarde.

O Banco Central Europeu parece não ter uma saída fácil. Se decidir elevar rapidamente a taxa de juros, isso prejudicará o crescimento e provavelmente levará o bloco a uma recessão, se não o fizer as taxas de inflação continuarão disparando.

Tags

Morel Hernandes

Writer passionate about politics, economics, blockchain and crypto-currencies.