Na última terça-feira, o gabinete do Japão declarou estado de emergência por um mês em sete áreas e aprovou um pacote econômico de 108 trilhões de ienes (US$ 988,83 bilhões) para lidar com os efeitos adversos da pandemia de coronavírus.

O pacote inclui gastos fiscais de 39,5 trilhões de ienes e repasses de 300 mil ienes a famílias que tenham sofrido forte perda e renda por causa do coronavírus. Além disso, o governo japonês pretende oferecer até 2 milhões de ienes a pequenas empresas afetadas pela pandemia e aliviar parte dos impostos pagos por firmas desse segmento.