A China está dando um grande passo tecnológico, iniciando a implementação de sua nova moeda digital, o e-RMB, que pretende substituir totalmente a moeda física que circula no país atualmente e desvincular-se do uso e estoque de dólares, sendo assim a primeira grande economia a utilizar o sistema monetário totalmente digital.

A moeda está em desenvolvimento há alguns anos e está quase pronta, tendo sido testada em diversas cidades, incluindo uma parte de Beijing onde acontecerá as olimpíadas de inverno em 2022.

Relatos sugerem que franquias famosas como o Mcdonald's estão prontas para aceitar a nova moeda. Em Xiong'an foram feitos milhares de testes com lojas de varejo e de comida, o sistema deve ainda ser testado também no transporte público.

Já existem algumas plataformas de pagamento muito utilizadas na China, como o famoso Wechat, que embora ainda não trabalhem com a nova moeda digital, servem como um protótipo para a tecnologia do e-RMB.

Xu Yuan, professor da universidade de Pequim, diz que com o novo sistema será possível acompanhar todas as transações em tempo real, ajudando na supervisão e controle da economia pelo governo.

Essa medida ousada pode afetar fortemente as relações de comércio da China com as outras economias, gerando um clima desafiador entre as maiores potências mundiais e revolucionando as liberdade individual.