Os principais países desenvolvidos expressaram "forte apoio" à "necessidade de regulamentar as moedas digitais", disse hoje um porta-voz do secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin.

Os ministros das finanças dos países do G7, que inclui Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Reino Unido e Estados Unidos, bem como os chefes do Fundo Monetário Internacional, o Banco Mundial e o Conselho de Estabilidade Financeira - reuniram-se para discutir a pandemia, finanças e aproveitaram a oportunidade para falar sobre a tecnologia mais disruptiva da nossa era: a criptomoeda.

“Há um forte apoio do G7 sobre a necessidade de regulamentar as moedas digitais”, reportou o Departamento do Tesouro dos EUA.

O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, disse que os minstros e os presidentes dos bancos centrais “reiteraram o apoio à declaração conjunta do G7 sobre pagamentos digitais emitida em outubro”.

Embora o G7 esteja preocupado com stablecoins privadas, eles estão também interessados em iniciativas administradas pelo Estado, como as CBDCs, que acreditam poder funcionar como uma nova ferramenta para os bancos centrais.