Índice de Medo e Ganância: como as emoções do mercado influenciam nos seus investimentos?

CapExplain May 9, 2022


As emoções podem conduzir muitas das nossas decisões. Quando esses impulsos envolvem a nossa relação com o dinheiro, o autocontrole passa a ser um exercício individual quase diário.

Naturalmente, no mundo dos investimentos em criptomoedas, alguns desses sentimentos são aflorados e, por isso, acabam por ditar a maneira como o mercado tende a se comportar.

Em geral, isso ocorre como em uma simbiose, uma espécie de histeria coletiva que acaba por criar uma certa convergência para um sentimento geral dominante, seja ele positivo ou negativo.

Estar atento à maneira como o sentimento do mercado pode influenciar diretamente nos seus investimentos pode ser crucial para determinar um cenário de lucro, ou de perda. Por isso, vamos entender como o indicador Índice de Medo e Ganância pode te ajudar efetivamente em sua tomada de decisão.


Neste artigo sobre o Índice de Medo e Ganância, você vai aprender:

O que é?
Como funciona?
Por que é importante?

O que é o Índice de Medo e Ganância?

O Índice de Medo e Ganância (Fear & Greed Index) é uma ferramenta disponível gratuitamente na internet que serve como indicador para a análise das emoções e sentimentos do mercado de Bitcoin e outras criptomoedas.

Com base nos dados colhidos de diferentes fontes - como volume de mercado, tendências e pesquisas, por exemplo -, registrados e organizados em uma média estatística atualizada e publicada diariamente.

O valor médio é definido como uma grandeza equidistante de dois sentimentos extremos: "Medo Extremo" e "Ganância Extrema" - representados em uma escala de 0 a 100, respectivamente em ordem crescente.

Latest Crypto Fear & Greed Index

*O índice exibido no quadro acima é atualizados automaticamente.

Medo Extremo

O extremo medo ocorre em um cenário no qual o mercado experimenta quedas prolongadas nos preços de uma criptomoeda, levando os investidores a vender os seus ativos como medida para se precaver de maiores prejuízos em meio ao pessimismo generalizado.

A desaceleração do mercado também é descrita nos mercados financeiros pelo termo “Bear Market”, simbolizando a queda dos preços de um ativo com a patada de um urso.

Muito além de simplesmente administrar os próprios sentimentos, as decisões de investimento estão sujeitas a uma verdadeira bola de neve, que cresce a cada instante em que a construção de uma tendência de mercado corrobora para níveis de emoção cada vez mais elevados.

Se o preço de um ativo cai por algum motivo, logo um sinal de alerta é ligado. Se o preço cai mais um pouco, a preocupação aumenta. Quando isso se torna uma tendência contínua, o natural é que a preocupação dê lugar ao medo.

Ganância Extrema

No extremo oposto, a ganância dita o comportamento do mercado no cenário em que altas prolongadas no preço de uma criptomoeda geram confiança, levando os investidores a comprar ou manter o ativo com o objetivo de realizar melhores lucros em um ambiente de otimismo coletivo.

Altas duradouras no mercado também são descritas nos mercados financeiros pelo termo “Bull Market”, simbolizando a decolagem dos preços impulsionada pelas chifradas de um touro.

Assim como ocorre com o medo, a tendência é que a ganância crie uma sucessão progressiva de adesão geral, de modo que a maneira como o mercado reage a isso esteja alinhada à direção tomada.

Se o preço de um ativo sobe, um alerta de oportunidade é ligado. Se o preço sobe mais um pouco, esse alerta é intensificado. Quando a alta persiste de modo a parecer uma tendência, o alerta dá lugar à ganância.

Em última instância, a ganância também pode ser entendida como o medo de perder a oportunidade de ganhar. O termo “FOMO” (Medo de Perder a Oportunidade) faz referência a isso.

Como funciona o Índice de Medo e Ganância?

Gráfico do Índice de Medo e Ganância ao longo dos últimos 3 meses - 06/05/2022 (Imagem: alternative.me)

O medidor coleta os dados para estabelecer o índice do sentimento atual do mercado a partir de seis fontes que se complementam entre si. Os dados de cada uma das fontes são revisados e atualizados todos os dias.

São elas:

  • Volume de mercado: O volume do mercado é considerado na formação do índice de acordo com a comparação entre o volume atual e o volume médio dos últimos 30 e 90 dias. A fonte representa 25% da soma dos dados.
  • Volatilidade: A oscilação no preço das criptomoedas também representa 25% da soma total dos dados coletados. Esse fator também é determinado de acordo com o paralelo entre os preços atuais e os valores médios correspondentes dos últimos 30 e 90 dias.
  • Mídias Sociais: O Twitter é a principal rede social tomada como referência para criar parâmetros da repercussão pública do mercado sobre o ativo. Postagens, hashtags e demais interações são coletadas e agregam 15% dos dados totais levantados.
  • Pesquisas: Em parceria com a plataforma de pesquisas Strawpoll, pesquisas semanais com perguntas para cerca de 3.000 investidores do mercado de criptomoedas são realizadas, representando 15% dos dados totais do índice.
  • Tendências: Com o auxílio da ferramenta Google Trends, dados sobre o aumento ou diminuição do volume de pesquisas relacionadas a uma determinada criptomoeda, feitas pelos usuários do mecanismo de busca, são metrificados e reunidos para análise. A fonte agrega 10% do montante total de dados coletados.
  • Domínio e relevância: A análise sobre o domínio e a relevância de um ativo no ecossistema das criptomoedas representa 10% dos dados considerados. Questões como estabilidade, influência e autoridade são levados em conta para a análise.

Por que analisar o sentimento do mercado é importante?

Se você já tem experiência com os investimentos, certamente já esteve em uma situação de indecisão sobre a entrada, saída ou permanência em determinada posição durante uma negociação.

Essa insegurança não é uma característica exclusiva dos investimentos em criptomoedas. Na verdade, trata-se de uma defesa natural que o nosso cérebro constrói para garantir a nossa autopreservação em qualquer situação de risco iminente.

Entender que o medo é parte constitutiva da natureza humana e que isso é, no fundo, o fio condutor das nossas ações no mundo, é também criar armas para observar a si mesmo e ao mercado a partir de uma visão panorâmica e pragmática.

Obviamente, as decisões sobre que ações executar na hora de investir não devem levar em conta apenas as deduções criadas a partir das informações oferecidas pela ferramenta Índice de Medo e Ganância.

Analisar os critérios fundamentalistas que dão sustentação a uma criptomoeda, os aspectos socioeconômicos que constituem o seu contexto atual, bem como fazer uma Análise Técnica detalhada dos seus padrões gráficos, te ajudará a aproveitar as altas e baixas do mercado com mais discernimento.


Capitual: o banco digital multimoedas realmente inovador
Serviços bancários completos 100% digitais e operações diversas com criptomoedas. Tenha o controle total de suas finanças com o Capitual.

O Conteúdo deste Blog está disponível para fins meramente informativos e educacionais. Os artigos postados não constituem e não devem ser encarados, em nenhuma hipótese, como qualquer aconselhamento ou recomendação de investimento, tampouco como garantia de resultados ou rentabilidades em investimentos de qualquer natureza.

Tags

Ailton Filho

Professor, content producer, executive MBA in marketing, technologies and digital business. Politics, philosophy and finances • Living the cryptoeconomic revolution.