A pandemia acelerou a uma tendência já crescente, fazendo com que os consumidores adotassem os pagamentos digitais em massa, disse a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde.

Ela também indicou que um painel de funcionários do banco central da zona do euro deve revelar um veredicto sobre a moeda digital do banco central europeu (CBDC) em breve.

Em uma conferência online do Deutsche Bundesbank em 10 de setembro, Lagarde, afirmou que os residentes da UE abraçaram a digitalização, com as vendas de e-commerce crescendo cerca de 20% entre fevereiro e junho, mesmo com o total de vendas no varejo caindo 1,2%. Ela disse que o volume de pagamentos online passou por taxas de crescimento de dois dígitos desde o início da pandemia.

“A pandemia funcionou como um catalisador, acelerando a transição para um novo normal digital”, afirmou Lagarde. “A grande maioria dos consumidores espera continuar a usar os serviços digitais com a mesma frequência ou até com mais frequência.”

Lagarde apoia o BCE no desenvolvimento de um CBDC para lidar com a transição para a digitalização, além de pagamentos internacionais mais rápidos e baratos. Em setembro passado, quando ela era a chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), a presidente do BCE disse que se concentraria em garantir que as instituições da UE se adaptassem ao ambiente financeiro em mudança, estando abertas às possibilidades da criptografia.