The Merge é um processo bastante necessário para a evolução e escalabilidade das transações na rede Ethereum

Paralisação de saques e depósitos na rede Ethereum durante o Merge

CapExplain Sep 13, 2022

No último dia 06 de setembro foi implementada a primeira fase de The Merge na rede Ethereum (ETH), a Bellatrix, sem problemas. Agora, a mudança central e última fase, está por vir: Paris.

Chamada de bifurcação drástica ou “hard fork”, essa atualização introduziu a “carga de execução” que permite a validação da criação de blocos na rede principal – o que ainda não era possível em Beacon Chain

The Merge “foi configurada para ser implementada sem a necessidade de pausar qualquer coisa durante a mudança”, segundo a Ethereum Foundation.

A analogia feita é que a Bellatrix funcionaria como uma espécie de preparação do Beacon Chain – rede proof-of-stake (PoS) da Ethereum, operando de forma paralela à rede principal.

Com a conclusão de Paris, o Beacon Chain será fundido ao blockchain principal da rede Ethereum, mudando o algoritmo de consenso, de proof-of-work (PoW) para proof-of-stake.

No momento, estima-se que ocorrerá na altura do bloco 15.540.293 da mainnet do ETH, ou aproximadamente às 21:30 do dia 14 de setembro de 2022 (BRT).

O Capitual suspenderá os depósitos e saques dos tokens Ether, Dai, Tether, AXS, USD Coin, Chainlink, UniSwap, Chiliz, Polygon e Fantom a partir das:

  • 20:00 de 14/09/2022 (BRT) para a atualização da camada de execução Paris.

Certifique-se de deixar tempo suficiente para que suas transferências de tokens ETH e ERC-20 sejam totalmente processadas antes do tempo acima.

Qual é a data de conclusão de The Merge?

A programação prevê a atualização de Paris entre o dia 10 e o próximo dia 20 de setembro. A data vai depender de quando a rede alcançar o limite de dificuldade total ou TTD, em inglês.

Entenda melhor The Merge

Em dezembro de 2020, a Ethereum lançou a Beacon Chain, que operava como outras redes PoS. Os validadores executam um software que transforma os seus computadores em nós de rede blockchain.

Blockchain: a tecnologia de segurança dos dados financeiros
Entenda como funciona a blockchain, tecnologia que garante a segurança das movimentações com criptomoedas e criptoativos em geral.

The Merge, diferente das atualizações de rede anteriores, acontece de duas maneiras. Primeiro, os operadores de nó precisam atualizar seus clientes da camada de consenso (CL) e da camada de execução (EL) em conjunto, em vez de apenas um dos dois.

Segundo, a atualização é ativada em duas fases: a primeira, chamada Bellatrix, em uma epoch na Beacon Chain, e a segunda, chamada Paris, ao atingir um valor de Dificuldade Total na camada de execução.

Cronometragem

O The Merge é um processo de duas etapas. O primeiro passo é uma atualização de rede, Bellatrix, a camada de consenso seguido pela transição da camada de execução de PoW para PoS, Paris, desencadeada por um limite de Dificuldade Total específico chamado de Dificuldade Total Terminal (TTD).

Paris, a parte da camada de execução da transição, será acionada pela Dificuldade Total do Terminal (TTD) de 58750000000000000000000, prevista entre 10 e 20 de setembro de 2022. A data exata em que o TTD é atingido depende da taxa de hash de PoW.

Assim que a camada de execução atingir ou ultrapassar o TTD, o bloco subsequente será produzido por um validador Beacon Chain. A transição The Merge estará completa quando a Beacon Chain finalizar este bloco.

Em condições normais de rede, isso acontecerá em cerca de 13 minutos (ou 2 epochs) após a produção do primeiro bloco pós-TTD.

Na sequência, uma nova tag de bloco JSON-RPC retorna o último bloco finalizado ou um erro, se não for criado o bloco pós-Merge.

Essa tag pode ser usada por aplicativos para verificar se a mesclagem foi concluída com sucesso.

Da mesma forma, os smart contracts podem consultar o opcode DIFFICULTY (0x44), que será renomeado pós-Merge, indicando se a fusão aconteceu.

É recomendado que os provedores de infraestrutura monitorem a estabilidade geral da rede para além do status de finalização.

O que a mudança de PoW para PoS significa?

Essa mudança impacta diretamente na forma como a mineração é feita. Em PoW, os mineradores precisam concorrer uns com os outros numa “corrida” pela verificação de dados, cuja recompensa é o ETH.

Como é a estrutura da blockchain Ethereum?
Quem está acostumado a fazer negociações com criptomoedas, com certeza, já ouviu falar da Ether ou Ethereum (ETH), que é a segunda maior criptomoeda, atrás somente do Bitcoin (BTC). Essa moeda digital tem uma blockchain que permite a criação de aplicações descentralizadas (dapps). Se você estiver in…

Esse processo requer o uso de equipamentos super potentes que gastam muita energia.

O PoS funciona de forma diferente. No lugar de máquinas de mineração altamente sofisticadas, o algoritmo pede um armazenamento de, no mínimo 32 ETH, na rede para credenciar o computador para realizar a validação das transações.

Nesse modelo, o minerador também recebe unidades de ETH como pagamento.

Por que The Merge é importante?

Entre os argumentos mais fortes está a questão ambiental. Além disso, há economia interna para o projeto, com a introdução do sistema de staking.

Como o staking altera o Ethereum?

Nesse contexto, o staking incentiva que a criptomoeda ETH fique “trancada” no software de validação, criando uma solução oficial de renda passiva.

Em troca do ETH bloqueado na conta, o minerador aumenta suas chances de verificar transações a cada 12 segundos. Na teoria, pode aumentar suas recompensas a longo prazo.

Uma espécie de política de rendimentos do ETH, onde o mínimo são os 32 ETH comentados acima.

A medida de precaução vale tanto para o ETH quanto para os tokens que usam a rede do ethereum para existirem, como o Ethereum, Dai, Tether, AXS, USD Coin,  Chainlink, UniSwap, Chiliz, Polygon e Fantom.


O Conteúdo deste Blog está disponível para fins meramente informativos e educacionais. Os artigos postados não constituem e não devem ser encarados, em nenhuma hipótese, como qualquer aconselhamento ou recomendação de investimento, tampouco como garantia de resultados ou rentabilidades em investimentos de qualquer natureza.

Capitual: o banco digital multimoedas realmente inovador
Serviços bancários completos 100% digitais e operações diversas com criptomoedas. Tenha o controle total de suas finanças com o Capitual.

Tags

Joanna Medeiros

Jornalista, produtora de conteúdo digital, MBA em Marketing e Comunicação. Acompanhando o mercado financeiro mudar através dos "olhos" da Capitual.