O presidente da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), Gary Gensler, escreveu uma carta à senadora Elizabeth Warren afirmando que os investidores de criptomoedas "não estão adequadamente protegidos".

A carta é uma resposta a uma carta que havia sido escrita pela senadora Warren em julho de 2021, onde ela levantou preocupações sobre a proteção dos consumidores no setor.

Esta não é a primeira vez que o presidente da SEC deixa claras as intenções que possui para a indústria de criptomoedas. Na semana passada, Gary falou em uma entrevista à CNBC, e em um discurso no Fórum de Segurança de Aspen.

Durante os eventos, ele afirmou que plataformas de finanças descentralizadas (DeFi) poderiam estar vendendo títulos não registrados e também apontou potenciais problemas que envolvem as stablecoins.

Segundo Gary Gensler, devido a diferença entre as bolsas de valores tradicionais e as bolsas de criptomoedas, por não possuirem um intermediário, as pessoas podem negociar em plataformas de negociação de criptomoedas sem um corretor - 24 horas por dia, sete dias por semana, de todo o mundo. Dado esse fato, o presidente da SEC acredita que os Estados Unidos precisam de "autoridades adicionais" para evitar que a atividade cripto "caia entre as brechas regulatórias".