Falência da FTX atinge o mercado de criptomoedas

Português Nov 11, 2022

Uma das maiores exchanges de criptomoedas do mundo, a FTX pode estar a beira de declarar falência se não receber uma injeção de capital novo, disse o fundador e CEO Sam Bankman-Fried.

Bankman-Fried supostamente avisou investidores que a FTX possui um rombo de cerca de US$ 8 bilhões após uma crise de liquidez. Além disso, a FTX precisa de uma injeção de dinheiro para cobrir as solicitações de saque dos clientes.

Neste momento o site da corretora apresenta uma mensagem desaconselhando a realização de depósitos e os cadastros de novos usuários estão pausadas. Além disso, dois sites vinculados à exchange de criptomoedas, incluindo Alameda Research e FTX Ventures, estão offline e permanecem privados.

Regulamentação Reforçada

O presidente da SEC, Gary Gensler, aproveitou o momento para dizer que as empresas de criptomoedas foram avisadas e reforçou seu ponto de que o setor necessita de mais regulamentação para proteger os investidores.

Garry afirmou anteriormente que o súbito colapso do FTX faz parte de uma tendência mais ampla em ativos digitais, colocando a culpa na alta alavancagem, bem como na “falta de divulgação, opacidade e uso de dinheiro de outras pessoas”.

O braço americano da FTX já está sob investigação da SEC por lidar com ativos de clientes e certamente vai aproveitar esta aportunidade para impulsionar novas leis e diretrizes para que o setor opere no mercado norte-americano

Risco Sistêmico

Com a possível quebra da FTX os mercados estão preocupados com a possibilidade de um risco sistêmico que atinja outras empresas e instituições. Um dos rumores que surgiram diante do evento foi a possibilidade de que as reservas de Bitcoin de El Salvador, país que usa criptomoeda como moeda de curso legal, poderiam estar custodiadas na FTX. Felizmente o presidente salvadorenho Nayib Bukele esclareceu que o não tem nenhum Bitcoin corretora.

A BlockFi, uma empresa focada em empréstimos com criptomoedas de usuários e pagar dividendos substânciais, anunciou que está pausando os saques depois da quebra da FTX. De acordo com a empresa a decisão veio devido a “falta de clareza” em torno da situação atual da FTX. Em seu website há um aviso aos clientes para não realizarem novos depósitos.

Embora ainda seja cedo para dizer que a quebra da FTX não ocasionará maiores danos financeiros, talvez o pior dano tenha sido o golpe na credibilidade do setor. O contágio da indústria de criptomoedas nos mercados financeiros tradicionais é improvável já que investidores institucionais, sempre em busca de altos retornos de seus investimentos, agora acham mais fácil ganhar com ativos convencionais em um ambiente de altas taxas de juros.

Tags

Morel Hernandes

Writer passionate about politics, economics, blockchain and crypto-currencies.