Rússia permitirá uso de energia hidroelétrica e nuclear para mineração de Bitcoin

Português Sep 29, 2022

O Banco Central da Rússia e o Ministério das Finanças concordaram recentemente com uma legislação destinada a regular a mineração de Bitcoin e criptomoedas que deve ser adotada até o final deste ano.

Os legisladores querem que a atividade de mineração seja permitida apenas em partes do país que podem produzir mais eletricidade do que precisam, enquanto deve ser proibido em outras áreas que enfrentam escassez de energia.

Espera-se que a mineração seja permitida em regiões com usinas hidrelétricas e nucleares, que incluem: Irkutsk Oblast e Krasnoyarsk Krai, que possuem muitas usinas hidrelétricas, assim como as regiões de Tver, Saratov, Smolensk e Leningrado, com suas usinas nucleares.

Na capital, Moscou e nas regiões adjacentes como Oblast de Moscou, Belgorod Oblast e Krasnodar Krai, que historicamente são deficientes em energia, a atividade de mineração muito provavelmente será proibida.

Um caso singular é a região da Carélia, onde não será proibido minerar Bitcoin. No entanto, para se minerar as empresas terão que concordar com certas condições, como apoiar a construção de pequenas usinas hidrelétricas locais, o que beneficiaria a população local. Como no Texas, que está utilizando a mineração para otimizar a sua matriz energética, reduzindo o custo da eletricidade por meio do aumento da produção e da competitividade das empresas locais.

Cada vez mais a mineração de Bitcoin vem se destacando como uma forma de monetizar a energia elétrica excedente. Além do tradicional uso como moeda digital e proteção do poder de compra, a rede Bitcoin acaba por ajudar no desenvolvimento e progresso das fontes de energia, estimulando a economia das regiões com superávit energético ou impulsionando a produção energética local.

Tags

Morel Hernandes

Writer passionate about politics, economics, blockchain and crypto-currencies.