Uma rede blockchain está sendo usada por um provedor de rastreamento de ativos digitais com sede no Reino Unido para fornecer ao Serviço Nacional de Saúde do país um sistema completo para gerenciar o armazenamento da vacina COVID-19.

Várias das vacinas COVID-19 exigem armazenamento ultra congelado para permanecerem eficazes, apresentando um desafio significativo para os serviços de saúde públicos e privados em todo o mundo.

Para garantir que a manutenção da vacina COVID-19 possa ser monitorada de maneira segura e transparente pelos participantes do processo de distribuição no Reino Unido, a tecnologia do blockchain será usada para monitoramento e rastreamento das vacinas.

A solução fornecerá data/hora verificável e ordenação de eventos em toda a cadeia de fornecimento da vacina, permitindo que as unidades de saúde compartilhem e consultem dados com segurança com outros participantes envolvidos na cadeia de distribuição da vacina - entre eles fornecedores farmacêuticos, instalações de armazenamento centralizado e empresas de transporte.

Outros países como o Brasil já reconheceram o blockchain como uma ferramenta valiosa para garantir que a entrega da vacina seja monitorada de forma transparente e eficiente. Com usos cada vez mais frequentes em diversas áreas a tecnologia blockchain tem conquistado espaço na sociedade e aumentado drasticamente a qualidade de vida, ainda que de uma maneira discreta.