A Tesla comprou US$ 1,5 bilhão em bitcoin e informou que espera começar a aceitar a moeda digital em troca de seus produtos em breve, o que faria da empresa a primeira grande fabricante de veículos a utilizar esse meio de pagamento.

Segundo analistas, o valor investido corresponderia a 7.7% do total de caixa que a empresa possui.

Em um documento enviado à Securities and Exchange Comission (SEC, órgão equivalente à Comissão de Valores Mobiliários nos Estados Unidos), a Tesla diz que comprou o bitcoin para "ter mais flexibilidade, diversificar ainda mais e maximizar o retorno sobre nosso caixa".

A decisão coloca novamente o executivo chefe da Tesla, Elon Musk, no centro de uma polêmica. Mais uma vez, ele usou o Twitter nas últimas semanas para publicar mensagens positivas encorajando as pessoas a comprar moedas digitais.

A cotação do bitcoin subiu para novas máximas após o anúncio da Tesla, atingindo pelo menos US$ 44.200. Já as ações da Tesla avançam 1,36% na Bolsa de Nova York.